HOME / Enxergando um mundo melhor

Enxergando um mundo melhor

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

TAGS:

Nelinho Ferreira, empresário e lojista do shopping Nova América articula ampla rede de parceria e contribui para que as crianças e suas famílias atendidas no Plantando o Amanhã, projeto social do shopping, enxerguem um mundo melhor.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, 8 em cada 10 alunos em idade pré-escolar nunca fizeram exames de vista. Isso ajuda a justificar outro dado alarmante: conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde), existem no Brasil cerca de 33 mil crianças que são cegas, sendo que 40% dos casos de perda de visão na infância poderiam ser evitados ou tratados.

A sociedade civil organizada, por meio de programas sociais, tem ajudado a transformar essa triste realidade. É o caso do projeto iniciado e apoiado pelo empresário Nelinho Ferreira, franqueado de dez lojas das Óticas Diniz no Rio de Janeiro, lojista do Shopping Nova América e parceiro da Rede Cruzada.

Na época em que Nelinho abriu sua loja no shopping, Carlos Martins, superintendente do estabelecimento, perguntou se ele não poderia doar algumas armações de óculos para a unidade da Rede Cruzada Plantando o Amanhã, projeto social do Shopping Nova América. Nelinho sensibilizou-se com o pedido, fez a doação de 500 armações e decidiu visitar pessoalmente a unidade para conhecer o projeto social e se encantou com a excelência e o profissionalismo da instituição.

Nelinho Ferreira com a paciente, Helena Manzur, e a doutora doutora Carla Renata.

– Foi nessa visita que eu percebi que a necessidade das crianças não era apenas as armações, mas também as lentes para os óculos. Além disso, elas precisavam de consultas oftalmológicas e de exames para definir o grau das lentes e, em alguns casos, acompanhamento médico – revela Nelinho.

Diante disso, Nelinho não teve dúvidas: apresentou a questão ao senhor Arione Diniz e ao Francisco Vidal, respectivamente presidente e vice-presidente das Óticas Diniz, e pediu para incluir a iniciativa junto com a Rede Cruzada no programa Diniz Social. A partir daí o empresário costurou uma rede para a sustentação para o projeto e decidiu concentrar no Plantando o Amanhã todos os seus atendimentos sociais.

Além das armações ofertadas de modo gratuito, lentes simples também são doadas e, para casos mais complexos, são oferecidas a um preço de custo social. Nelinho articulou uma ampla rede de parceiros profissionais voluntários, formada por oftalmologistas voluntários, além de empresas como a Clínica Oftalmológica Moura Brandão, em Bangu, e da fabricante de lentes multinacional Essilor.

Para fechar esse círculo do bem, foi montada uma sala de atendimento dentro da unidade Plantando o Amanhã. Cabe à instituição divulgar da iniciativa para o público atendido na unidade, assim como fazer a organização dos agendamentos das consultas, a triagem dos casos e fazer a doação dos óculos.

– Nas Óticas Diniz temos a filosofia de que ninguém necessitado deve sair sem óculos de nossas lojas, isso independentemente do que a pessoa tiver no bolso. E, se ela não tiver nada, faremos a doação dos óculos – conta Nelinho.

Hoje, o projeto funciona 3 vezes por semana e atende uma média de 30 pessoas por dia, trazendo impacto para a comunidade. É o caso da Renata Sabino Marques que conseguiu um par de óculos para sua filha de 13 anos e ainda conseguiu uma oportunidade de trabalho como recepcionista na loja de Nelinho, no shopping.

Renata Sabino Marques junto com Nelinho Ferreira

– Conheci o projeto através do projeto da educação pelo esporte aqui no Plantando o Amanhã, pois minha filha é judoca. Além disso, eu consegui o meu emprego por meio desse projeto. Divido hoje meu tempo trabalhando na ótica e atuando como voluntária fazendo os agendamentos de atendimentos aqui na Rede Cruzada – explica Renata.

Nelinho sabe que ações como essas, além de fazer o bem, trazem grandes benefícios para a marca. Esse sentimento é confirmado por um estudo que revela que nove em cada dez consumidores esperam que as empresas façam mais do que lucrar, mas que também operem com responsabilidade social.

Que o exemplo de Nelinho Ferreira inspire mais pessoas e empresas para se juntar à Rede Cruzada e construir um mundo melhor!

 

Compartilhar:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comments

LEIA TAMBÉM