HOME / 21 Anos do Plantando o Amanhã: histórias de transformação – Daniela Cavalheiro

21 Anos do Plantando o Amanhã: histórias de transformação – Daniela Cavalheiro

terça-feira, 19 de setembro de 2017

TAGS:

Daniela Cavalheiro é mãe da Cecília (4 anos), Valentina (1 ano e 4 meses) e da Fernanda (16 anos). Elas moram em Olaria e estão no Plantando o Amanhã desde fevereiro de 2016. 

Meu vínculo com o Plantando o Amanhã é recente, mas muito profundo.

Quando começaram as aulas tive a oportunidade de falar com as outras famílias sobre a Cecília, já que ela é, hoje, a única criança na creche com síndrome de down. Falei coisas como: “não digam para seus filhos que a Cecília é doente, porque síndrome de down não é doença”; “síndrome de down não pega”; “eu preciso do amor dos filhos de vocês para que a minha filha possa se desenvolver”. Foi emocionante.

Em menos de um ano o desenvolvimento da minha filha foi absurdo. Por exemplo, ela não sabia nem beber no copo comum, ela usava aqueles copos com biquinho e tinha dificuldade na deglutição. Em 4 dias minha filha já estava bebendo no copo como as outras crianças, uma coisa que eu já tentava em casa há muito tempo. De lá para cá, a autonomia dela cresceu enormemente. Ela já está desfraldando aqui e, hoje, ela fala muito mais e se comunica muito melhor.

O desenvolvimento cognitivo dela foi muito grande nesses 8 meses. Incluir a Cecília em todas as atividades colaborou demais para isso. O processo de participação da família fez a gente desenvolver também o trato com ela em casa. Hoje, eu quase não tenho necessidade de terapia ocupacional com a Cecília porque todo o trabalho é feito aqui e envolve a psicomotricidade, a parte lúdica, com teatro e contação de histórias, e a parte motora, com atividades físicas como capoeira e ballet. É impressionante!

Eu sou uma entusiasta do trabalho da Cruzada!

Compartilhar:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

comments